Como ser mais criativo? – Curso do Whindersson

Como ser mais criativo?

Mas de onde vêm as boas ideias? Dá para treinar a criatividade?.

A verdade é que as boas ideias vem do mesmo lugar do que as ruins: da sua cabeça, das suas referências e do seu repertório de vida. A boa notícia é que qualquer um pode aprender a ser mais criativo e que existem várias técnicas e processos criativos que podem te ajudar a ter boas ideias.

São muitos os livros e estudos que comprovam que é possível desenvolver a habilidade de pensar com mais originalidade.

Antes de falar o que pode estimular a sua criatividade, vamos falar o que pode te bloquear.

• Acreditar que criatividade é coisa de artista

A criatividade não é uma habilidade exclusiva para quem trabalha com arte como cantores, compositores, poetas, escritores ou atores. Na verdade, assim como qualquer outra área de atuação, alguns artistas conseguem se destacar dos demais exatamente pelo grau de diferenciação de suas obras.

Mas a mesma regra vale para qualquer outro segmento: professores, engenheiros, arquitetos, médicos, vendedores, dentistas, advogados, empresários mais criativos, também vão se destacar em relação a quem tem pouca criatividade.

• Acreditar que a criatividade é natural

Criatividade não é dom natural de alguns poucos escolhidos. A questão é que alguns são mais estimulados a criar e outros são bloqueados ou reprimidos. Na maioria das vezes, o medo de errar ou da rejeição é que bloqueia a criatividade.

• Acreditar na sorte ou na inspiração divina?

É bem verdade que algumas ideias boas surgem de repente na sua cabeça. Mas não se engane, um processo criativo aconteceu no seu subconsciente para que essa boa ideia brilhante tenha aparecido como mágica bem na hora do seu banho. Por isso é importante entender as técnicas e processos criativos, dessa forma você não fica refém da ideia brilhante que pode vir agora, ou só daqui há um mês.

O que pode desenvolver a sua criatividade?

• Desenvolva o hábito da leitura

Lembra que as boas ideias vêm da sua cabeça, das suas referências e do seu repertório de vida? Então, quanto maior o seu repertório e suas referências, maior o seu potencial criativo. Livros, revistas, filmes, documentários, museus, músicas e até conversa com os amigos podem ser combustível para a sua imaginação, essas referências vão ser usadas de maneira consciente e insconsciente pela sua mente criativa.

• Seja curioso e observador

O criativo é aquele que olha tudo por um ângulo diferente, que está atento, observando e procurando possibilidades aonde ninguém vê. As maiores descobertas da humanidade vieram da simples observação de fenômenos naturais. Quando uma maçã caiu na cabeça de Newton, ele não a comeu. Na verdade, ele observou o tempo que a fruta demorou para atingir o chão, o peso dela e fez várias observações sobre um simples fato que a maioria das pessoas nunca parou para pensar. Com isso ele acabou descobrindo a lei da gravidade.

Criatividade é descobrir uma coisa nova, ou até mesmo alguma coisa "velha" que não tenha sido reconhecida como significativa por ninguém. As situações mais cotidianas podem servir de referências para combinações de suas ideias, você só precisa estar atento para conseguir observar isso.

• Anote tudo

As boas ideias desaparecem da nossa mente na mesma velocidade com que elas surgem. Andar com um caderno de anotações ou ter um aplicativo como o Evernote no seu celular pode aumentar muito seu potencial criativo. Anote todos os insights assim que eles surgirem, sem ficar julgando se a ideia é boa ou ruim. Lá na frente essas anotações podem ser responsáveis por uma das suas melhores ideias.

• Associe suas ideias

O julgamento antecipado é um dos maiores vilões das boas ideias. Sabe quando você nem terminou de falar a sua ideia e alguém te interrompe dizendo que isso não vai funcionar? Esse tipo de coisa não pode acontecer no processo criativo. Na maioria das vezes, uma boa ideia vem de um processo de lapidação e de combinação de várias ideias.

Antes de descartar uma ideia, vale a pena ir lá no Evernote, no caderno de anotações ou conversar com mais pessoas sobre outras possibilidades e combinações.

• Aprenda técnicas de criatividade

Não existe fórmula para criatividade, mas são muitas as técnicas e processos criativos que podem te ajudar: Associação de ideias, brainstorming, brainwriting, mapa mental, comparações metafóricas, inversão de hipóteses… Vale a pena conhecer as técnicas para saber qual delas pode funcionar melhor para você.

No curso do Whindersson Nunes você vai ter a chance de conhecer o processo criativo que ele mesmo desenvolveu para criar os seus textos de Stand Up Comedy, para ter ideias de tantos vídeos virais no YouTube e para ser tão original nas suas redes sociais.

Além de ter acesso aos processos de uma das mentes mais criativas da atualidade, outros profissionais especializados vão ensinar os caminhos para você desenvolver suas habilidades para uma comunicação mais criativa.

• Não se contente com a primeira ideia

Da mesma forma que você não pode julgar e descartar as ideias logo de cara, você também não pode ficar satisfeito com a primeira ideia. Em um mundo com 7.2 Bilhões de pessoas, a probabilidade de alguém ter pensado a mesma coisa que você é grande. Mas, são poucos os que buscam a originalidade e pensam além para conseguir criar alguma coisa original.

• Pratique

O nosso cérebro é como um músculo, se você não usar ele vai ficar fraco. Mantenha a sua mente ativa, escreva, componha, produza vídeos, fotografe, tente resolver os problemas do trabalho de maneira diferente e desafie-se a encontrar ideias originais. Quando você menos imaginar a sua cabeça vai estar funcionando bem e cheia de boas ideias.